Calendário da 3ª parcela do Auxílio Emergencial, confira

Nesta semana, os beneficiários do auxílio emergencial começam a receber a terceira parcela do benefício. Inicialmente disponibilizado em quatro parcelas, já estamos chegando próximo ao fim do primeiro cronograma de pagamentos.

Entretanto, conforme divulgado pelo governo, haverá uma nova prorrogação de mais três parcelas. Vale lembrar ainda, que quem recebe nesta semana são os inscritos do Bolsa Família. Para os beneficiários que recebem em conta poupança social digital começa no domingo.

Vale lembrar ainda, que a terceira parcela pode ter o calendário antecipado em alguns dias, caso a Caixa Econômica Federal, viabilize a possibilidade, no entanto, os pagamentos vão se iniciar sempre nos dias definidos pelo calendário oficial divulgado ainda em março.

Aplicativo auxílio emergencial do Governo Federal. / Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Calendário da terceira parcela

Calendário para inscritos via aplicativo, site e CadÚnico.

Mês de nascimentoDepósito em conta poupança digitalSaque em dinheiro e transferência
Janeiro20 de junho13 de julho
Fevereiro23 de junho15 de julho
Março25 de junho16 de julho
Abril27 de junho20 de julho
Maio30 de junho22 de julho
Junho4 de julho27 de julho
Julho6 de julho29 de julho
Agosto9 de julho30 de julho
Setembro11 de julho4 de agosto
Outubro14 de julho6 de agosto
Novembro18 de julho10 de agosto
Dezembro21 de julho12 de agosto

Calendário do Bolsa Família

Inscritos NIS3ª parcela
NIS de final 117 de junho
NIS de final 218 de junho
NIS de final 321 de junho
NIS de final 422 de junho
NIS de final 523 de junho
NIS de final 624 de junho
NIS de final 725 de junho
NIS de final 828 de junho
NIS de final 929 de junho
NIS de final 030 de junho

Prorrogação do auxílio emergencial

O governo federal confirmou uma nova prorrogação do auxílio emergencial. O cronograma de pagamentos deverá ganhar mais três parcelas, totalizando sete parcelas do benefício para 2021.

A nova prorrogação deve seguir as mesmas regras do benefício pago este ano, não sendo possível novos cadastros e deverá contar ainda com os mesmos valores do benefício que já vem sendo pago.

  • R$ 150 para famílias de um único integrante
  • R$ 375 para famílias onde as mães são provedoras do lar
  • R$ 250 para o restante dos beneficiários

Fonte: Rede Jornal Contábil .

Comece a digitar e pressione Enter para pesquisar

Ligue para nós!
Iniciar Conversa
1
Podemos ajudar?
Olá! Como posso te ajudar?
Clique na seta abaixo para iniciar uma conversa