Especialista mostra os segredos para economizar durante o ano

Acumular dinheiro ao longo da pandemia tem se mostrado uma tarefa árdua para a maioria dos brasileiros. Mas com disciplina financeira é possível alcançar pequenas metas de economia ao longo dos meses.

De acordo com Thiago Martello, fundador da Martello Educação Financeira, existem algumas maneiras para facilitar esse processo. “Quebre o valor total em partes menores. Se sua meta de acumulação for R$ 3.000,00 no ano, foque nos R$ 250,00 por mês, cerca de R$ 57,70 por semana (considerando 52 semanas no ano), ou apenas R$ 8,52 por dia (365 dias no ano). Estabeleça um período para guardar esses valores e considere também seu 13º na conta. Isso vai deixar tudo mais simples e você vai entender que pequenas ações contínuas podem gerar grandes resultados”, revela.

O especialista relata que é possível conseguir uma renda extra de várias maneiras diferentes. “Realize pequenos bicos e horas-extras em seu trabalho ou faça um levantamento minucioso de todos os itens que não são utilizados há algum tempo, colocando-os à venda em plataformas e sites especializados. Se você não usou algo nos últimos seis meses é porque, provavelmente, ele não tem tanta serventia ou está sendo subutilizado”, pontua.

Ainda de acordo com Martello, ao cortar pequenos gastos do dia a dia como delivery de comida e apps de transporte, é possível economizar um grande montante no fim de alguns meses.

Em caso de pessoas que trabalham sem registro em carteira e acabam recebendo sua remuneração em dias variados, o especialista alerta a necessidade de um controle ainda maior. “Poupar deve ser o seu primeiro compromisso. Se você recebe muitas vezes no mês, como um autônomo, por exemplo, é ideal que a frequência de poupar seja maior. Se você recebe somente uma ou duas vezes no mês, esse hábito pode ser menos frequente”, relata.

Sobre o pedido de crédito em instituições financeiras, Martello avisa que é um erro que muitos cometem. “Pegar dinheiro de terceiros para adiantar a realização de um sonho é um grande perigo. Você antecipa a concretização de um desejo e prolonga um pesadelo, adiando até mesmo a realização de sonhos futuros. O ideal é sempre acumular e receber juros e não pagar juros, sejam eles quais forem. Portanto, mantenha o hábito de poupar e fazer um planejamento adequado para realizar esses desejos”, pontua.

Outro cuidado que o consumidor deve ter são os períodos promocionais, como a Black Friday. “Todos os períodos especiais do varejo apresentam riscos e muitas ‘armadilhas’ para quem não está atento. Quando chegamos nesses períodos, tendemos ao consumo por fatores internos, como nos permitirmos indulgências, pedidos de desculpas, querermos agradar o outro e isso pode ser prejudicial, uma vez que o comportamento financeiro é totalmente emocional. No entanto, se a pessoa realmente precisa de algum item, pode ser um bom momento para aproveitar, desde que com os devidos cuidados e pesquisas”, revela o especialista.

Thiago Martello termina dizendo que o importante é começar esse processo, já que muitas vezes as pessoas acabam adiando de forma recorrente o ato de economizar. “Defina o valor de acordo com suas prioridades, realidade, objetivos. O mais importante é começar, pois nenhum resultado se constrói do dia para a noite. Persiga o valor estabelecido e evite pensamentos para justificar erros como ‘já que não guardei ontem, não vou guardar hoje’ ou ‘não vou conseguir’. No final das contas, guardar o valor estabelecido dependerá do seu comportamento ao longo do ano e, ao realizá-lo, verá que pode fazer muitas outras coisas e ao longo do caminho”, finaliza.

Por Thiago Martello

Apaixonado por finanças, Thiago Martello é administrador de formação, pós-graduado pela FGV, especialista e agente autônomo de investimentos, além de atuar como educador e planejador financeiro desde 2015.

Fonte: Jornal Contábil .

Comece a digitar e pressione Enter para pesquisar

Ligue para nós!
Iniciar Conversa
1
Podemos ajudar?
Olá! Como posso te ajudar?
Clique na seta abaixo para iniciar uma conversa